Arquitetura

am impl

Implantação Modernista, um objeto arquitetônico solto em meio à paisagem do aterro do Flamengo. A elevação do bloco principal permite a continuidade dos jardins até o mar, e desta forma o edifício integra-se perfeitamente ao entorno
Ordenação espacial/percursos Museu de concepção moderna, com a planta totalmente livre, estando inclusive os pilares de sustentação do edifício do lado externo. Há pilares esbeltos apenas no mezanino, que é sustentado pelo teto
Iluminação Iluminação natural lateral em quase toda a extensão do museu, através de dois grandes panos de vidro. As fachadas leste e oeste são cegas, e há vidro voltado para norte e sul. Na direção sul a luz solar direta não consegue penetrar durante quase todo o ano, e a fachada norte é protegida pela cobertura do museu.
As exposições em geral são organizadas de modo a não deixar as obras voltadas para a fachada de vidro, formam-se então dois corredores com uma bela vista ao longo do museu.
Nos trechos em que o museu apresenta pé direito duplo, foi projetada iluminação zenital, através de sheds e lanternins. Há superfícies refletoras que garantem a chegada da luz ao interior de maneira indireta. Mas estas aberturas encontram-se fechadas por tecidos ou plásticos escuros que impedem a entrada de luz. 
Climatização

O museu é todo climatizado com ar condicionado


Fig. 1: duto de ar condicionado, galeria do MAM

©2017 ARQUIMuseus : Grupo de Estudos de Arquitetura