Acervo

Especialização do acervo Arte (Especialmente pintura, escultura, gravura e desenho); algumas coleções de medalhas e moedas; mobiliário (móveis artísticos); objetos decorativos e peças nacionais; bens culturais diretamente relacionados com a história do Brasil.
Política de aquisição Suas coleções se iniciaram no período de D. João VI e foram acrescidas de doações, aquisições, trabalhos executados por professores e alunos da escola Nacional de Belas Artes. Atualmente, o acervo vem sendo complementado por doações provenientes de exposições temporárias.
Volume do acervo • 15 mil peças
• 3750 pinturas e esculturas, nacionais e internacionais
• 11250 gravuras e desenhos
• 2663 obras de artistas brasileiros de grande significado
• 234 matrizes em madeira, cobre, zinco e ouro.
Exposições Além do acervo em exposição permanente, constantemente são realizadas exposições temporárias de grande porte, inclusive a nível internacional.
Reserva técnica

A reserva técnica localizada no térreo armazena e conserva todo o acervo do museu, abriga pinturas, esculturas e objetos decorativos. Há outra, localizada no 4º pav. onde são mantidos os papéis. O museu ainda possui um núcleo de restauração, com o propósito de introduzir técnicas modernas de conservação, e um laboratório de conservação e restauro de papel e de pinturas e obras de arte.

Ventilação Há pequenas aberturas para o exterior que garantem a ventilação, protegidas por filtros, pois a poluição do ar na área é grande.
Climatização A climatização feita por aparelhos refrigeradores ainda não foi implantada.
Equipamentos para armazenagem Os trainés são metálicos, de grandes dimensões, presos ao teto.
©2017 ARQUIMuseus : Grupo de Estudos de Arquitetura