Agenda, Notícias, Seminários

Morre, aos 80 anos, o museólogo Pedro Xexéo

Por: Affonso Nunes 27 de março de 2024 – 16:57

fonte: https://www.correiodamanha.com.br/cultura/artes-plasticas/2024/03/123530-morre-aos-80-anos-o-museologo-pedro-xexeo.html

Morreu nesta quarta-feira (27), aos 80 anos, em Petrópolis, o museólogo, curador e crítico de arte Pedro Xexéo, que por mais de três décadas se dedicou ao Museu Nacional de Belas Artes (MNBA). Ele era casado com a museóloga Mônica Xexéo, ex-diretora do MNBA, e morava em Petrópolis.

Gaúcho de Bagé, Pedro iniciou sua carreira no Museu da Inconfidência, em Ouro Preto (MG), em 1972. Ingressou como Conservador no Museu Nacional de Belas Artes, em 1974, onde desempenhou diversas funções: Coordenador Técnico e Diretor – Substituto, de 1978 a 2001, tendo sido Curador de Pintura Brasileira de 2001 até 2013, quando se aposentou. Tem experiência nas áreas de Preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro e História e Crítica da Arte.

Seu interesse na história da arte no Brasil fixa – se no século XIX e primeiras décadas do século XX, tendo publicado livros Aspectos da Paisagem Brasileira – 1816-1916. (MEC/FUNARTE/MNBA, 1977), A Luz da Pintura no Brasil (Centro da Memória da Eletricidade no Brasil,1994), Missão Francesa (Sextante, 2003), Alegoria às Artes – Léon Palliere (Museu Nacional de Belas Artes, 2016), entre outros.

Pedro Xexéo realizou a curadoria de varias exposições no Brasil e no exterior, envolvendo segmentos da arte brasileira oitocentista e moderna. Destacamos Henrique Alvim Corrêa – Ilustrações para a Guerra dos Mundos de H.G.Wells, MNBA, RJ, 1977; Henrique Alvim Corrêa – Cenas da Vida Militar, MNBA, RJ, 1990; Pintura Portuguesa – Acervos Museu Nacional de Belas Artes e Museu Histórico e Diplomático do Itamaraty do Rio de Janeiro, Museu Nacional de Belas Artes, RJ, 1994; De Frans Post a Eliseu Visconti – Acervo Museu Nacional de Belas Artes, Museu de Arte do Rio Grande do Sul-MARGS, Porto Alegre, RS, 2000; Missão Artística Francesa-Coleção Museu Nacional de Belas Artes, Pinacoteca do Estado de São Paulo, SP, 2007; Brasilien – Von Österreich Zur Neuen Welt, Kunst Halle Krems, Krems, Áustria, 2007; Gonzaga Duque – Um Crítico no Museu, MNBA, RJ, 2008; Alegoria às Artes – Léon Palliere, MNBA, RJ, 2016