Agenda, Notícias, Seminários

Corumbá sediará etapa Pantanal do Diálogo sobre Patrimônio Cultural e Mudanças Climáticas

Postado por: VITÓRIA BATISTA BRAGA

fonte: https://cpan.ufms.br/2024/06/18/corumba-sediara-etapa-pantanal-do-dialogo-sobre-patrimonio-cultural-e-mudancas-climaticas/

Nos dias 24, 25 e 26 de junho, Corumbá receberá a Etapa Pantanal do ciclo de Diálogos sobre Patrimônio Cultural e Mudanças Climáticas, uma iniciativa do Departamento de Articulação, Fomento e Educação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), juntamente com o Comitê Científico sobre Mudanças Climáticas e Patrimônio do Conselho Internacional de Monumentos e Sítios no Brasil (Icomos-BR).
O encontro será o segundo presencial do ciclo, pensado para contemplar temas e demandas específicas de cada um dos principais biomas do Brasil (Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica, Pampas e Pantanal). Luana Campos, secretária do Comitê do Icomos, ressalta que “as informações abordadas durante as oficinas comporão o documento final da Carta sobre Patrimônio Cultural e Mudanças Climáticas que será apresentada na COP30 (30ª Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas), em 2025”.
Especialistas, pesquisadores da área de preservação e agentes públicos vão discutir alternativas para o cenário de patrimônio cultural e principais efeitos das mudanças climáticas na região, com a participação da sociedade civil diretamente atingida.
O presidente do CAU/MS, João Augusto Albuquerque Soares, convida os profissionais de arquitetura e urbanismo para o diálogo. “A participação dos arquitetos é fundamental para a prevenção e busca de solução para as questões climáticas, tanto em relação ao patrimônio, quanto em relação às moradias”.
O superintendente do IPHAN/MS, João Santos, frisa que o assunto é uma emergência. “Corumbá está convivendo com o calor excessivo agravado pelas queimadas e a topografia da cidade nos preocupa, pois a parte baixa da cidade abriga a área tombada. Quando falamos do patrimônio imaterial, há também a relação da população ribeirinha e a tradição de banhar o santo no Rio Paraguai, que pode ser afetada por essa dinâmica do clima, assim como a escassez da matéria-prima da viola de cocho. A vida como um todo sofre consequências das mudanças climáticas”.
A etapa Pantanal é realizada pelo IPHAN, ICOMOS, Prefeitura de Corumbá e UFMS, com apoio do CAU/MS, Lhg Mining e Setesc – Secretaria de Estado de Turismo, Esporte e Cultura. Todo o público interessado pode participar gratuitamente do evento, que será realizado no Centro de Convenções do Pantanal de Corumbá Miguel Goméz: Rua Domingos Sahib, 570, Centro, a partir das 8h do dia 24.
Saiba mais sobre o ciclo de diálogos aqui.
https://www.gov.br/iphan/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/programas/ciclo-de-dialogos-patrimonio-cultural-e-acoes-climaticas

Por Stephanie Ribas